CES 2021 | LG revela TVs OLED G1 e C1 para gamers

As TVs OLED da série C1 4K vêm nos mesmos tamanhos de painel de 48, 55, 65, 77 e 83 polegadas para 2021. G1 vêm em 55, 65 e 77 polegadas.
Avatar de André Luiz
11/01/2021 às 12:39 | Atualizado há 3 anos
novas tvs OLED lg 2021

A LG revelou sua próxima geração de TVs topo de linha na CES 2021, com o OLED permanecendo como principal tecnologia da empresa coreana.

Diga olá para as linhas de TV LG G1 e C1 OLED, que abrangem sete tamanhos de painel e oferecem mais recursos de jogos do que em qualquer outro lugar, o que significa muita escolha para os compradores de TV OLED este ano, dados os lançamentos do Playstation 5 e novos Xbox Series X e S.

As TVs OLED da série C1 vêm nos mesmos tamanhos de painel de 48, 55, 65 e 77 polegadas como antes, com a adição de uma variante de 83 polegadas para 2021. São 4K, assim como os G1 OLEDs que vêm em 55, 65 e 77 polegadas.

Quem quiser subir para 8K, entretanto, vai querer as TVs da série Signature Z1 da LG, disponíveis em 77  ou 88 polegadas.

Quanto às recém-anunciadas TVs LG QNED MiniLED, estas estão posicionadas logo abaixo dos OLEDs de 2021.

Das duas faixas de jogos OLED premium anunciadas hoje, é a G1 que se destaca. Eles são os únicos modelos a vir equipados com o painel OLED evo da LG – o auge da engenharia de painéis da LG para o ano. Anteriormente, as séries C mais acessíveis também receberam painéis OLED evo, mas não desta vez. Os painéis LG OLED evo 2021 contêm um novo elemento luminoso que promete maior brilho, clareza e detalhes.

LG OLED

Tanto os OLEDs G1 quanto O1 são alimentados pela nova versão ‘Gen 4’ do processador Alpha 9 (a9) da LG, que traz um sistema de detecção de cena para a festa, bem como uma melhoria no recurso de Aprimoramento de Objetos. Ambos permitem que a TV identifique rapidamente os elementos importantes dentro de cada quadro e ajuste o brilho nessas áreas para uma imagem melhor exposta. Embora não confirmado, é provável que o B1 apresente o processador Gen 3 a partir de 2020.

Os jogadores também têm muito o que sorrir. A LG fez parceria com a Xbox e a Nvidia para que seus OLEDs G1, C1, Z1 e B1 pudessem ser equipados com tecnologia anti-tearing, gagueira e juddering do G-Sync, bem como o equivalente FreeSync Premium da AMD. Recursos HDMI 2.1 como VRR também estão corretos e presentes. A LG também será a primeira marca a ter o aplicativo Google Stadia disponível em suas TVs nos EUA, Reino Unido e grande parte da Europa.

Todos esses modos e configurações de jogos estarão disponíveis para mexer no painel Game Optimizer da LG para ter certeza de que você está tendo a melhor experiência. Estes incluem alisamento de movimento, atraso de entrada, seleção de gênero de jogo, ajuste fino de níveis de luz, redução de luz azul, modos de som de IA e controles de baixa latência.

Para o sistema AI Sound Pro da LG, os destaques são o nivelamento automático de volume (que funciona para garantir que os níveis de som sejam os mesmos ao alternar entre as fontes) e a mistura de áudio estéreo e 5,1 canais para um efeito virtualizado, multidimensional e inclusivo em altura 5.1.2 canais.

Um passo abaixo das TVs OLED da LG vêm os LG QNED MiniLEDs, como anunciado anteriormente, que se casam tanto com nanoCell quanto tecnologias de ponto quântico com controle de luz de fundo Mini LED. Haverá também algumas TVs NanoCell simples, também, que virão com muitos dos recursos de jogos, incluindo o aplicativo Google Stadia, além de TVs LCD não NanoCell para o final do orçamento do mercado.

Como relatado anteriormente, a interface de TV da LG para o ano é o webOS 6.0, que vem com um facelift de usabilidade com resultados semelhantes à plataforma Google TV encontrada em dispositivos Chromecast recentes. Há também atualizações para o controle LG Magic Remote.

 

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ