Gradiente quer banir iPhone do Brasil, e acreditem: ela pode.

Avatar de André Luiz
20/12/2012 às 09:32 | Atualizado há 12 anos
Gradiente quer banir iPhone do Brasil, e acreditem: ela pode. 1

Aposto que essa ninguém esperava, nem mesmo a gigante Apple. Tudo começou no começo da semana quando a Gradiente anunciou o lançamento de seu celular Iphone que roda Android. Mas a questão é mais funda. A Gradiente possui o direito sobre o nome “Iphone” no Brasil desde 2007, sendo assim, nenhuma empresa, seja quem for, tem o direito de vender nada no Brasil que tenha no nome a palavra iPhone.

A empresa nunca reinvindicou o nome no Brasil, pois ela passou por uma fase que chegou ao ponto de falir. Quando a empresa IGB Eletrônica comprou os direitos da marca Gradiente, o nome Iphone veio no pacote, e agora o empresário Eugênio Staub, presidente da empresa, afirmou que está avaliando quais medidas irá tomar contra a Apple, que é dona da marca no mundo e vende o produto no Brasil.

gradiente_vs_apple

Segundo Staub, há várias alternativas, entre elas a de entrar na Justiça para tentar suspender a venda do Iphone da Apple no Brasil. Uma outra alternativa seria a de se pedir uma indenização à Apple. “Não há dúvida de que somos os donos da marca no Brasil”, diz Staub. “Nós vamos defender os direitos de propriedade intelectual da marca”.

Ele tem toda a razão e o INPI reconhece isso legalmente. Sendo assim a Gradiente está no direito dela e está resguardada pela lei. A Apple pode ser o que é, mas aqui no Brasil não tem poder nenhum e nem argumento que passe por cima da Gradiente. Eu aposto que isso vai acabar em uma indenização gorda por parte da Apple, ou a empresa para de vender iPhone no Brasil.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ