Canais do WhatsApp: saiba como a novidade funciona e quando chega no Brasil

Os canais do WhatsApp foram oficialmente anunciados, vamos ver como funciona a nova ferramenta do app
Avatar de Nalbert Gomes
09/06/2023 às 16:54 | Atualizado há 12 meses
canais do whatsapp

Apresentado oficialmente na última quinta-feira (8) pela Meta, os Canais do WhatsApp, é uma ferramenta para que administradores enviem vídeos, fotos, textos e muito mais para um número ilimitado de pessoas. Vamos ver mais sobre a novidade abaixo.

Como funciona os canais do WhatsApp?

A ideia dos canais do WhatsApp, é tornar o app um produto de mensagens de transmissão privada. Com essa funcionalidade, o aplicativo se aproxima mais do principal rival o Telegram. A própria empresa ainda diz: “Vamos permitir que qualquer pessoa crie um canal”.

Os canais do WhatsApp serão uma ferramenta de transmissão unidirecional para se comunicar com grandes audiências. A função, disponível para indivíduos e também para contas de empresas, é do tipo “opt-in”, ou seja, os usuários precisam se inscrever voluntariamente no canal para receber os conteúdos publicados.

Nas Comunidades e Grupos do WhatsApp, por outro lado, o participante pode ser adicionado automaticamente.

Lembrando que os grupos do app, são diferentes dos canais do WhatsApp, isso por que neles existem limitações de integrantes e de encaminhamento de mensagens.

E diferentes dos grupos que são mensagens trocadas individualmente nos grupos e possuem proteção criptografada, os canais não contarão com esse recurso exceto em casos específicos.

“Entendemos que há alguns casos em que canais com essa proteção para um público limitado podem fazer sentido, como uma organização de saúde ou sem fins lucrativos, e estamos considerando isso como uma opção futura também”, diz o WhatsApp.

O WhatsApp explica que, como o objetivo dos canais é alcançar um público amplo, eles não são protegidos com a criptografia de ponta a ponta por padrão.

Entretanto, a tecnologia permanece aplicada a mensagens trocadas em grupos e chats privados, o que significa que o WhatsApp não tem acesso aos conteúdos e, por isso, não pode recomendar canais com base nas conversas.

A mensagens dos canais, vão aparecer em uma nova aba chamada Atualizações, separada das conversas com familiares, amigos e comunidades. Nela, o usuário vai encontrar o Status e os canais que escolher seguir.

O histórico do canais do WhatsApp será armazenado nos servidores por até 30 dias e a Meta promete incluir formas de fazer as atualizações desaparecerem ainda mais rapidamente dos dispositivos dos seguidores.

A empresa criará um diretório, onde será possível pesquisar os canais que pretende seguir. Neles também será possível acessar novos canais por meio de links de convites, recebidos por conversas ou publicados online.

Os administradores dos Canais do WhatsApp

Deixando claro que os administradores não poderão adicionar seguidores diretamente ao canal. É o seguidor que escolhe se quer ou não seguir.

Mesmo com essa limitação de poder, os administradores, poderão decidir quem pode seguir o canal e se querem que ele seja visível no diretório ou não.

E poderão bloquear capturas de tela e encaminhamentos. Fotos de perfil e informações de contato do administrador do canal não serão visíveis para os seguidores.

Os seguidores também não terão seus números de telefone revelados. Pode ficar tranquilo que seus outros contatos não saberão quais canais você segue.

Antes de entrar em um canal, o usuário tem acesso a um histórico limitado das mensagens publicadas, para que possa decidir se quer mesmo consumir aquele conteúdo.

Os posts dos canais do WhatsApp aparecem em ordem cronológica, e é possível interagir com eles por meio das reações com emoji.

Os primeiros canais lançados serão da Organização Mundial da Saúde e dos times Barcelona e Manchester City.

A funcionalidade que os canais do WhatsApp trazem, será disponibilizada aos poucos no Android e iOS. Segundo a empresa contas comuns e do WhatsApp Business terão acesso a funcionalidade.

Com o foco de se parecer com seu concorrente, mas ao mesmo tempo trazer mais organização e segurança, o aplicativo segue trazendo cada vez mais novidades.

A ferramenta chega com varios objetivos diferentes, por exemplo, Um criador de conteúdo pode abrir um canal para enviar conteúdos em primeira mão para os seguidores, estreitando o relacionamento com eles.

O mesmo vale para portais de notícias, prefeituras, donos de pequenos negócios e outros públicos.

A novidade começa a chegar a partir de hoje para usuários da Colômbia e Singapura, e deve estrear no Brasil nos próximos meses. No começo de seu lançamento, uma quantidade limitada de pessoas será aceita nos canais, mas o objetivo é que com o tempo seja algo ilimitado.

O WhatsApp poderá punir canais?

Com o potencial de alcance dos canais no WhatsApp, surge a preocupação de os espaços serem usados para disseminar discursos de ódio e notícias falsas, como já ocorre no Telegram.

Segundo apuração realizado pelo site TechTudo, o WhatsApp disponibilizará para todos os administradores um documento com diretrizes sobre o que pode e não pode ser publicado nos canais.

Assim, o WhatsApp poderá punir canais que divulgam pornografia, terrorismo, incitação à violência e outros conteúdos do tipo.

As punições incluem banimento da conta do administrador e suspensão dos canais, por exemplo. Os usuários também poderão denunciar conteúdos que vão contra os Termos de Uso do aplicativo

Os quais proíbem mensagens odiosas, ofensivas em termos raciais ou étnicos, que incitem crimes violentos e a exploração de crianças. O mesmo valendo para os canais do WhatsApp.

Para evitar a propagação de fake news, as limitações de encaminhamento de mensagens se aplicarão também aos canais do WhatsApp.

Só será possível encaminhar mensagens para até cinco pessoas ou cinco grupos por vez. Quando uma mensagem for encaminhada de um canal, ela virá com o nome do espaço e um link clicável para o destinatário conferir o conteúdo diretamente.

Com essas medidas de segurança, o WhatsApp poderá evitar situações ruins para empresa e até polêmicas que alguns apps de mensagem já sofreram. E falando nesses outros apps, vamos ver abaixo como os canais do WhatsApp podem se sair com a concorrência.

Será melhor que o Telegram?

telegram whatsapp
(Imagem: Flickr)

É verdade que como já dito, a funcionalidade já é existente no principal concorrente do app. Porém, já que a novidade está chegando de maneira tardia no WhatsApp, isso permite que o app trabalhe melhor no recurso.

Por isso, os principais diferenciais que ele vai oferecer podem agradar mais o público. Como já dito, diferente do Telegram, o app da Meta, não vai misturar os grupos com suas conversas, criando um espaço dedicado para a funcionalidade.

Além disso, a liberdade que existe no Telegram, será diferente no WhatsApp. Lembrando que muitas das polêmicas do Telegram, como até o banimento do aplicativo, foi devido a existências de alguns grupos e canais.

Porém, como já enfatizado e mostrado, os canais do WhatsApp serão monitorados e até mesmo punidos pelo aplicativo.

Além disso, a chegada tardia e ainda mais com vários testes realizados, permite que a empresa vá mudando os canais da melhor maneira que agrade ao público.

É claro que tudo isso não impedirá, que o próprio Telegram também faça algumas mudanças para que se torne mais agradável ao público. Teremos que aguardar, para ver o desfecho dos próximos capítulos dessas novidades.

Agora diga para nós, o que você achou dos canais do WhatApp? Está ansioso pela novidade? Diga para nós nos comentários abaixo.

Fonte: WhatsApp

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de Nalbert Gomes
Gosto muito quando o assunto é tecnologia, acompanho de perto sempre me atualizando, me dedicando ao Tekimobile ao desenvoler noticias exatas, no tempo correto.
SUGESTÕES PARA VOCÊ