Conheça os principais golpes no WhatsApp e como evitá-los

Golpes do WhatsApp: conheça alguns e também vejam algumas dicas que irão te ajudar a não cair neles
Avatar de Redação
18/05/2021 às 10:06 | Atualizado há 3 anos
Crime WhatsApp

Ao mesmo tempo que traz enormes facilidades de comunicação, o WhatsApp também se tornou uma forma de pessoas mal-intencionadas aplicarem golpes digitais. Não é raro ouvirmos relatos de amigos e familiares que receberam mensagens estranhas e perceberam. Ainda pior quando não percebem e caem, sofrendo prejuízos enormes.

Por isso, aqui vamos listar alguns dos golpes mais comuns nesta rede. E para completar, também explicaremos como fugir deste tipo de situação sem sofrer danos, financeiros, morais etc.

Golpes relacionados ao próprio WhatsApp

Dois dos golpes mais comuns têm relação com temas ligados ao próprio WhatsApp. Um deles é relacionado à falsa ideia de que há uma versão melhor do aplicativo, chamada WhatsApp Gold (que significa ouro, em inglês).

whatsapp gold golpe para roubar dados

Neste caso, a pessoa recebe uma mensagem, supostamente enviada por um contato salvo no celular (amigo, familiar etc). Porém, na verdade é um golpe. Quem envia este texto, dizendo que o WhatsApp Gold está disponível e é muito melhor do que o normal, é alguém mal-intencionado.

Este sujeito envia um link, pelo qual a pessoa pode baixar este novo aplicativo. Mas, ao clicar, ela cai em uma página cheia de vírus e malwares, que entram no celular e podem roubar dados e outros problemas.

Outro golpe relacionado ao próprio WhatsApp é aquele em que o usuário recebe uma mensagem que diz que o aplicativo passará a ser pago. Junto com esta informação, vem um comando para clicar em um link, que supostamente evitaria este custo e manteria o uso gratuito. Mas acontece o mesmo que falamos acima: entrada em um site suspeito e carregado de vírus.

Para evitar ambos, o ideal é sempre duvidar de qualquer informação relacionada a isso que surja. Cheque a informação, entre em sites especializados e confiáveis e veja se é verdade. Se não for, não clique no link.

Outros golpes

Outras funcionalidades do WhatsApp também geraram problemas a partir da ação de criminosos. Um golpe bastante usado nos últimos tempos foi um no qual a pessoa recebe uma mensagem que, teoricamente, garantiria a ela um novo pacote de figurinhas para usar nas conversas.

É passado um link (obviamente, falso) e, ao clicar, a pessoa torna seu celular vulnerável a malwares. O pior, neste caso, é que a mensagem padrão deste golpe ainda pedia para compartilhar com amigos e familiares. Ou seja, se a pessoa acredita e cai no golpe, ela ainda induz outras a fazer o mesmo. Mais uma vez, a solução é desconfiar e não clicar sem saber exatamente do que se trata.

E outros poderiam ser citados, a maioria com características semelhantes: o sujeito mal-intencionado envia um link prometendo atualizações exclusivas no app, melhorias em relação ao resto das pessoas etc. Isso não passa de uma isca para o clique e a colocação de vírus no smartphone, para roubo de informações e outros problemas.

Como se proteger

Para a grande maioria dos casos, a solução mais simples para evitar é não acreditar. Sempre questione links. Mesmo que a mensagem chegue de uma pessoa conhecida, duvide. Se este amigo ou familiar não está acostumado a enviar este tipo de conteúdo, já é uma razão para verificar antes de fazer qualquer ação. Mais ainda: mesmo que seja pedido na mensagem, não compartilhe links também, pois isso espalha o problema.

O próprio WhatsApp compartilha algumas dicas básicas de segurança, conforme você pode notar na imagem abaixo:

Conheça os principais golpes no WhatsApp e como evitá-los 3

Leia mais

Agora que você já sabe como não cair em golpes no WhatsApp, confira também outros textos e conteúdos de nosso site. Seu conhecimento sobre os mais diversos temas da tecnologia será ampliado e você sairá sabendo muito mais.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de Redação
Os artigos assinados por nossa Redação, são artigos colaborativos entre redatores, colaboradores e/por nossa inteligência artificial (IA).
SUGESTÕES PARA VOCÊ