Motorola anuncia Moto E7, G9 Power e G 5G à partir de R$ 1.199

Avatar de André Luiz
10/12/2020 às 12:20 | Atualizado há 4 anos
Motorola anuncia Moto E7, G9 Power e G 5G à partir de R$ 1.199 1

Se você pensa que a Motorola encerrou os lançamentos esse ano, está enganado. A empresa anunciou hoje (10) no Brasil três novos smartphones: o Moto G 5G e G9 Power chegam ao país com bateria de sobra e tela gigantes, enquanto o Moto E7 é uma versão mais simples do E7 Plus, lançado há dois meses atrás.

Moto E7 básico e não muito barato

O lançamento do Brasil mantém o que foi anunciado lá fora. O Moto E7 é um smartphone básico com apenas 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento na versão mais barata e processador MediaTek Helio G25. Já a versão mais cara ganha um upgrade nas memórias, com 4 GB de RAM e 64 GB de memória de armazenamento interno. A tela possui tela HD+ (1.600 x 720 pixels) de 6,5 polegadas.

Motorola anuncia Moto E7, G9 Power e G 5G à partir de R$ 1.199 5

A câmera principal do smartphone é de 48 MP e possui tecnologia Quad Pixel. Para fechar o hardware, ele vem com uma bateria de 4.000 mAh e carregador “rápido” de 10 W.

Na parte de software, ele vem rodando o Android 10 e, segundo a Motorola será atualizado a versão 11 além de duas atualizações de segurança.

Ficha técnica do Moto E7

  • Tela: 6,5 polegadas Max Vision IPS LCD, resolução HD+ (1.600 x 720 pixels), formato 20:9;
  • Chipset: MediaTek Helio G25 (octa-core até 2 GHz);
  • Memória RAM: 2 GB ou 4 GB;
  • Armazenamento interno: 32 GB ou 64 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP (principal) + 2 MP (macro);
  • Câmera frontal: 5 MP;
  • Dimensões: 165 x 78,8 x 8,9 mm;
  • Peso: 180 gramas;
  • Bateria: 4.000 mAh;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi 2,4 GHz, leitor de digitais na traseira, Rádio FM, 4G, recarga rápida, slot para cartão microSD;
  • Cores disponíveis: cinza e aquamarine (versão de 2 GB + 32 GB) / cinza e cobre (versão de 4 GB + 64 GB);
  • Sistema operacional: Android 10.

Moto G9 Power

Motorola anuncia Moto E7, G9 Power e G 5G à partir de R$ 1.199 6

A linha Moto G Power ficou muito popular no Brasil pela sua capacidade de bateria surpreendente; e a nova geração da família chega para manter essa tradição. São 6.000 mAh no G9 Power que, segundo a Motorola, tem duração para até 60 horas de uso. O smartphone também conta com suporte a carregamento rápido de 20 W, com adaptador incluso na caixa, importante lembrar.

Outro destaque do Moto G9 Power é o conjunto de câmeras. A principal tem 64 MP com a mesma tecnologia Quad Pixel do topo de linha Edge, mas as outras duas têm apenas 2 MP cada, com lentes macro e profundidade. Na frente, a câmera frontal tem 16 MP e fica em um furo na tela de 6,78 polegadas com resolução HD+.

O G9 Power é equipado com a plataforma Snapdragon 662 da Qualcomm, que trabalha com 4 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno (expansíveis via microSD). O sistema operacional também é o Android 10, mas, diferentemente do E7, ele tem garantia de atualização para o Android 11.

Ficha técnica do Moto G9 Power

  • Tela: 6,78 polegadas IPS LCD Max Vision, resolução HD+ (1.640 x 720 pixels);
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 662 (octa-core até 2,3 GHz);
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 64 MP (principal) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade);
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Dimensões: 174,2 x 76,8 x 9,7 mm;
  • Peso: 221 gramas;
  • Bateria: 6.000 mAh;
  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi 2,4 e 5 GHz, TurboPower 20 W, leitor de impressões na traseira, botão dedicado para Google Assistente;
  • Cores disponíveis: verde pacífico e roxo;
  • Sistema operacional: R$ 1.899.

Moto G 5G: porta de entrada do 5G

Motorola anuncia Moto E7, G9 Power e G 5G à partir de R$ 1.199 7

O Moto G 5G mantém as 6,7 polegadas de tela com resolução Full HD+ e tecnologia IPS LCD de sua versão Plus, mas não traz os 90 Hz de frequência de atualização, ficando em apenas 60 Hz. As duas câmeras de selfie no display do Moto G 5G Plus dão lugar a apenas um sensor no aparelho mais básico, de 16 MP, disponível na região superior central.Prometendo ser o celular 5G mais barato do Brasil, o Moto G 5G tem um chipset Snapdragon 750G, anunciado recentemente pela Qualcomm e que também equipa o Mi 10T Lite. A versão brasileira tem 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno, expansível via cartão microSD. O aparelho sai de fábrica com Android 10, mas também vai receber o Android 11, segundo a Motorola.

Moto G 5G conta com um módulo em formato de peça de dominó, mas agrupa três sensores traseiros, em vez de quatro do modelo mais potente. O conjunto é liderado por um sensor de 48 MP com abertura de f/1.7, seguido por um ultra grande-angular de 8 MP (118º de ângulo de visão) e um macro de 2 MP.

Ficha técnica do Moto G 5G

  • Tela: 6,7 polegadas, Full HD+, IPS LCD, 60 Hz;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 750G 5G;
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP (principal), 8 MP (ultrawide), 2 MP (macro);
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Dimensões: 166,2 x 76,1 x 9,9 mm;
  • Peso: 212 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh;
  • Extras: leitor de digitais, NFC, BT 5.0, conector P2, 5G;
  • Cores disponíveis: pretp e prata;
  • Sistema operacional: Android 10.

Preço e disponibilidade

Somente o Moto G9 Power chega ao mercado brasileiro já nesta quinta-feira (10). Ele está disponível nas cores verde pacífico e purple por R$ 1.899, na versão com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Tanto o Moto G 5G quanto o Moto E7 estarão disponíveis nas lojas da Motorola e varejistas online nos “próximos dias”.

O basicão Moto E7 será vendido em duas versões: 2 GB + 32 GB (R$ 1.199) e 4 GB + 64 GB (R$ 1.299). Já o Moto G 5G será comercializado por R$ 2.799, R$ 200 a menos que sua versão Plus.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ