Um recorde de 70% dos smartphones vendidos nos EUA no segundo trimestre de 2020 são feitos na China – Canalys

Crise ecônomica causada pelo Covid-19 foi o principal motivador de americanos estarem comprandos mais celulares chineses, devido ao preço.
Avatar de André Luiz
12/08/2020 às 17:40 | Atualizado há 4 anos
Um recorde de 70% dos smartphones vendidos nos EUA no segundo trimestre de 2020 são feitos na China - Canalys 1

Este não é definitivamente um bom momento para as relações comerciais entre EUA e China com o governo dos EUA restringindo várias empresas chinesas, incluindo gigantes da tecnologia como Huawei, ZTE e ultimamente o TikTok (ByteDance). Mas diante disso tudo, surge um relatório que deve fazer cair os cabelos de Trump: 70% dos smartphones vendidos nos EUA são chineses.

O relatório publicado pela Canalys se destaca de várias maneiras, mas o principal motivo pelo qual achamos isso surpreendente é a divulgação de que 70% dos smartphones vendidos nos EUA no segundo trimestre de 2020 foram fabricados por OEMs chineses. Observou-se que isso é 10% maior do que a estimativa para o primeiro trimestre de 2020, que foi estimada em 60%.

O relatório mostra igualmente que a pandemia do COVID 19 causado pelo novo coronavírus foi responsável pelo aumento na demanda por smartphones baratos, a maioria dos quais fabricados na China. Isso se deve ao fato de os consumidores adotarem uma abordagem consciente dos custos em relação aos gastos em decorrência da perda de empregos e da desaceleração da economia.

preço medio de celulares eua

O preço médio de um smartphone vendido nos Estados Unidos caiu para US $ 503 (R$ 2.732), ou 10% menos que no ano anterior. Além disso, mais pessoas se inscrevendo no Lifeline, um programa de assistência que oferece serviço telefônico subsidiado para famílias de baixa renda, contribuíram para o salto nas vendas de aparelhos Android de baixo custo.

Como esperado, a Apple ainda é a marca que vende mais nos Estados Unidos, com um salto de 10% nas remessas em relação ao ano passado. O iPhone SE 2020, que foi lançado por US $ 399 sendo assim o mais barato da marca, é um dos modelos mais vendidos da empresa no segundo trimestre de 2020, o que é um reflexo da redução no poder de compra do consumidor.

Um recorde de 70% dos smartphones vendidos nos EUA no segundo trimestre de 2020 são feitos na China - Canalys 5

Outras marcas que também tiveram um aumento em suas remessas incluem a Motorola, de propriedade da Lenovo, com um aumento de 8% nas remessas ano a ano. Além disso, marcas de baixo custo como Unimax e Wiko também registraram remessas melhoradas.

As remessas da Samsung ficaram estáveis ​​ano após ano, já que as vendas de smartphones econômicos como o Galaxy A10e e A20 mitigaram as quedas registradas nas vendas pouco inspiradoras de carros-chefe como o S20. Os números da LG caíram 19% no mesmo período, mas foram considerados relativamente estáveis. E as conexões chinesas não eram uma garantia de sucesso – a TCL viu suas remessas despencarem 43% apesar

A Canalys também opinou que as tensões americanas com China estavam criando um “estado perpétuo de incerteza” para praticamente todos os fabricantes de telefones celulares, além da Samsung e da LG. Assim, o mercado pode não se recuperar para os fabricantes, mesmo após a pandemia, a menos que o clima político se acalme.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ