Relógio Google Pixel Watch é real, confiram alguns detalhes

Pixel Watch terá integração total com os serviços Fitbit além de se integrar ao "ecosistema" Pixel
Avatar de André Luiz
11/05/2022 às 16:55 | Atualizado há 2 anos
Relógio Google Pixel Watch é real, confiram alguns detalhes 1

O Google está confirmando todos os rumores sobre o que seria anunciado durante o Google I/O hoje. E um dos lançamentos mais aguardados foi anunciado: o Google Pixel Watch, primeiro smartwatch da empresa. Na verdado o anúncio de hoje é mais uma provocação do que uma revelação completa, assim como fizeram com o Pixel 7.

Dado que o Pixel Watch é o produto mais mal guardado de 2022, não havia nada muito surpreendente em termos de design. Como suspeitavámos, o Pixel Watch tem um design circular e possui uma coroa “tátil” além de um botão lateral.

É feito de aço inoxidável reciclado e tem pulseiras proprietárias trocáveis. Ele virá rodando o sistema Wear OS 3 “melhorado” que possui uma “interface do usuário atualizada” com melhor navegação e notificações inteligentes. Lembrando que o sistema já foi usado primeiro pela Samsung no Galaxy Watch 4.

Google Pixel Watch com google assistente
Imagem/divulgação: Google

Em termos de software, o Google diz que o Pixel Watch terá os aplicativos nativos do Google que você esperaria, bem como uma nova e brilhante integração fitbit, empresa a qual eles compraram tempos atrás.

Isso inclui apps tradicionais como Google Maps e Assistente, mas também aplicativos novos para wear-OS como o recém lançado Google Wallet e o Google Home. Outra característica que chega ao Wear OS é o SOS de Emergência. Vimos esse recurso em outros smartwatches e a essência é que você pode usar seu relógio para contatar um amigo ou familiar confiável, bem como chamar serviços de emergência. Quanto à integração fitbit, você poderá visualizar insights sobre frequência cardíaca, rastreamento de sono e Minutos de Zona Ativa.

A integração fitbit é a colaboração mais significativa entre as duas empresas que vimos desde que o Google comprou a Fitbit por US$ 2,1 bilhões.

De acordo com Rick Osterloh, vice-presidente sênior de dispositivos e serviços do Google, essa integração fitbit irá além de personalizar mostradores de relógios e será “imbuída” da experiência do Pixel Watch. Os usuários poderão sincronizar seus dados com uma conta Fitbit, o que significa que eles poderão visualizá-los dentro do aplicativo Fitbit e na web. O relógio usará todos os algoritmos mais recentes da Fitbit para saúde e fitness.

Relógio Google Pixel Watch é real, confiram alguns detalhes 2
Pixel Watch será integrado aos serviços Fitbit. (Imagem/divulgação: Google)

Quanto à privacidade de dados, Osterloh disse em um briefing que os dados da Fitbit e do Google permanecerão privados e separados devido às promessas feitas aos reguladores durante a aquisição da Fitbit, o que significa que quaisquer dados de saúde coletados no Pixel Watch permanecerão sob a alçada da Fitbit, separadas do Google. Osterloh também acrescentou que, enquanto a equipe Fitbit estava profundamente envolvida com o Pixel Watch, a Fitbit ainda tem planos para seu próprio relógio Wear OS e continuará fazendo seus próprios produtos.

E isso é sobre isso em termos de detalhes concretos que temos agora. Em termos de quanto custará, o Google diz que será um “produto com preço premium”. Outro problema potencial é que o Pixel Watch exigirá um telefone rodando o Android 8.0 ou posterior, e você precisará de uma Conta do Google.

Assim como o Samsung Galaxy Watch 4, o Pixel Watch não será compatível com iPhones como os relógios Wear OS anteriores eram.

Então, embora haja muita coisa que ainda não sabemos, a vantagem mais notável é o Google está tentando empurrar seu ecossistema Pixel — da mesma forma que a Apple usa o Apple Watch. Adicionar aplicativos como o Google Home e a integração fitbit torna o Pixel Watch uma opção atraente para usuários de longa data do Fitbit e para quem investiu nas ofertas de casa inteligentes do Google.

Claro, muito disso vai depender de como o Pixel Watch se sai na vida real, suas especificações, e se ele entrega todo o hype.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ