Apple e Google expulsam Fortnite de suas lojas e Epic revida

A Epic Games está processando a Apple devido as políticas da lojas de aplicativos App Store.
Avatar de André Luiz
14/08/2020 às 12:12 | Atualizado há 4 anos
Apple e Google expulsam Fortnite de suas lojas e Epic revida 1

Ontem a Epic Games, desenvolvedora do jogo Fortnite, desafiou a Apple e o Google anunciou uma nova solução de pagamentos que burlava as diretrizes da Apple de comprar fora do sistema da App Store, o resultado foi que logo em seguido o jogo foi banido da loja. Logo depois, o Google também tirou o Fortnite da loja de aplicativos Android.

Leiam também: como baixar e instalar Fortnite no Android manualmente (sem Play Store)

É muito improvável que a Epic Games não soubesse que estava quebrando as regras, e isso pode ter sido mais um desafio para a Apple. A Apple comentou o caso em um comunicado ao The Verge:

A Epic Games deu o passo infeliz de violar as diretrizes da App Store que são aplicadas igualmente a todos os desenvolvedores e projetadas para manter a loja segura para nossos usuários. Como resultado, seu aplicativo Fortnite foi removido da loja. A Epic habilitou um recurso em seu aplicativo que não foi revisado ou aprovado pela Apple, e o fez com a intenção expressa de violar as diretrizes da App Store em relação aos pagamentos no aplicativo que se aplicam a todos os desenvolvedores que vendem produtos ou serviços digitais.

Já o Google, falou o seguinte:

Embora Fortnite permaneça disponível no Android, não podemos mais disponibilizá-lo na Play Store porque viola nossas políticas. No entanto, deixamos em aberto a possibilidade de continuar nossas discussões com a Epic e trazer Fortnite de volta ao Google Play

De acordo com os regulamentos da Apple, todos os pagamentos devem ser processados ​​pela Apple. Dessa forma, a firma de Cupertino pode cobrar 30% de vig em qualquer transação que passe por seus serviços. Com o passar dos anos, essa política fez com que empresas como Microsoft, Amazon e outras oferecessem apenas aplicativos de “leitura” que fornecem conteúdo, mas esse conteúdo realmente precisa ser comprado da web. Além disso, os fornecedores de aplicativos não têm permissão para dizer que você pode comprar o conteúdo em outro lugar.

A Epic se defendem e, inclusive, está processando a Apple sobre as políticas da App Store. Para botar mais lenha na fogueira, a Epic fez uma versão parodiando o famoso comercial da Apple de 1984, que fala justamente de libertação, terminando com a hashtag #freefortnite.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ