Positivo lança Infinix Note 10 Pro por R$ 1.499: chinês com fabricação no Brasil

Empresa fabricará produtos da marca chinesa em Manaus, com isso consegue preços melhores que as chinesas Xiaomi e Realme
Avatar de André Luiz
25/10/2021 às 12:36 | Atualizado há 3 anos
Positivo lança Infinix Note 10 Pro por R$ 1.499: chinês com fabricação no Brasil 1

A Positivo anunciou hoje (25) uma parceria com a fabricante de smartphones chinesa Transsion Holdings. Com a parceria, a empresa brasileira passa a fabricar no Brasil, em Manaus (AM), celulares da marca Infinix. O primeiro apresentado é o Infinix Note 10 Pro, custando a partir de R$ 1.499.

A empresa pretende brigar diretamente na linha de intermediários premium acessíveis. Com fabricação local, ela está em vantagem frente a outras chinesas como a Xiaomi e a Realme, que importam seus produtos. Para efeito de comparação, segundo o presidente da Positivo, importar produtos incidem em 30% a mais de impostos.

A Positivo prevê um investimento de R$ 50 milhões em produção local da nova linha, nos próximos três anos, informou Helio Rotemberg, presidente da Positivo Tecnologia durante evento de lançamento.

“A gente tem lutado por essa oportunidade há muitos anos”, disse Rotemberg referindo-se ao desejo da empresa de ampliar a oferta além dos dispositivos móveis de entrada. “Vamos muito bem nas vendas de aparelhos de R$ 800 a R$ 1.000, mas precisávamos de uma categoria como a linha Vaio é para os notebooks”, compara o executivo.

Infinix Note 10 pro possui 8 GB de RAM e tela de 90 Hz

Positivo lança Infinix Note 10 Pro por R$ 1.499: chinês com fabricação no Brasil 5

O Infinix Note 10 Pro se destaca pelo seu processador da Mediatek, o Helio G95. Se trata do modelo mais potente da empresa para a linha gamer. Ele tem ainda 8 GB de RAM e até 256 GB de armazenamento interno.

Outro destaque fica por conta da tela, que possui de 6,95 polegadas, resolução full HD e taxa de atualização de 90 Hz.

Ele ainda conta com uma câmera principal de 64 megapixels e um secundário de 8 megapixels com lente ultrawide. Ele ainda outros dois sensores, ambos de 2 megapixels, sendo um para desfocar o fundo e o outro um sensor para fotos Macro.

A Infinix Note 10 Pro ainda tem uma bateria de 5.000 mAh e suporte para carregamento rápido com potência de 33W, permitindo que usuários fiquem ainda menos tempo conectados à tomada.

O smartphone já pode ser comprado no Brasil nas lojas do grupo Via (Casas Bahia, Ponto Frio e Extra) e também nas lojas da Vivo. A versão com 128 GB de armazenamento custa R$ 1.499 e a versão com 256 GB por R$ 1.699.

Ficha técnica Infinix Note 10 Pro

  • Tela LCD de 6,95 polegadas com resolução Full HD
  • Display com entalhe circular e taxa de 90 Hz
  • Processador MediaTek Helio G95
  • 6 e 8 GB de memória RAM
  • 128 e 256 GB de armazenamento interno
  • Câmera frontal de 16 MP
  • Quatro câmeras traseiras
    • Sensor principal de 64 MP
    • Sensor de 8 MP com lente ultrawide
    • Sensor de 2 MP monocromático
    • Sensor de 2 MP para modo retrato
  • Bateria de 5.000 mAh com carregamento de 33W
  • Leitor biométrico lateral integrado ao botão de energia
  • Dimensões de 172.7 x 78.3 x 7.8 mm
  • Android 11 com interface XOS 7.6

Positivo quer mercado deixado pela LG

A empresa pretende brigar com outros fabricantes para cobrir a lacuna no mercado deixada pela LG. Lembrando que a fabricante sul-coreana de eletroeletrônicos anunciou, em abril, que deixaria o mercado global de smartphones.

A parceria não foi de última hora. Segundo a empresa, o negócio começou a ser pensado em 2015, até o amadurecimento e decisão de realizar a fabricação local de smartphones.

“O grupo Transsion traz esse poder de escala que é aquilo que nos faltava”, afirma o executivo. “Estamos falando de um mercado de R$ 40 bilhões”.

Embora não muito conhecido no Brasil, o grupo Transsion vendeu 37,3 milhões de aparelhos, o que representa a contar com 5,5% de participação no mercado mundial de smartphones, no ano anterior a empresa tinha apenas 3,5% do mercado.

Se você gostou do artigo, nos acompanhe no Google Notícias, Facebook, Twitter e Telegram para ter acesso imediato a tudo.
Avatar de André Luiz
André atua como jornalista de tecnologia desde 2009 quando fundou o Tekimobile. Também trabalhou na implantação do portal Tudocelular.com no Brasil e já escreveu para outros portais como AndroidPIT e Techtudo. É formado em eletrônica e automação, trabalhando com tecnologia há 26 anos.
SUGESTÕES PARA VOCÊ